sexta-feira, 19 de agosto de 2011

ESTATÍSTICAS DE NOCAUTE NAS RUAS

Tradução da edição de Outubro de 2011 da revista Black Belt. (Tradução e comentários: Paulo Albuquerque)

Nota do Editor: Como é impossível se defender quando você está inconsciente, Os nocautes desempenham um papel fundamental em qualquer luta, quer tenha lugar no ringue ou na rua. Em nossa edição de setembro, exploramos os efeitos fisiológicos de um nocaute e por traumatismo craniano é um item (nota do Mestre Paulo: Revista Black Belt) tão controverso em esportes de combate. Agora é hora de olhar para as estatísticas de concussão em encontros violentos assim você pode evitar de apanhar.

O analista James LaFond estudou 1.675 atos de violência que ocorreram entre junho de 1996 e maio de 2000. A pedido da Academia do FBI em Quantico, Virginia, James então analisou ​​os incidentes que levaram a nocaute em seu estudo. Para fazer com que suas descobertas fossem mais fácil de digerir, estamos apresentando suas descobertas em um formato de perguntas e respostas.

-Jon Sattler

Quantas vezes alguém foi nocauteado por um golpe de artes marciais com mão aberta?

Duas vezes. A base da palma para o queixo e uma palma dupla no peito. Um outro golpe, a faca de mão na garganta, falhou. Embora 30 por cento das situações com nocautes envolveu um lutador treinado (policial, boxer,lutador, artista marcial, kickboxer), as tentativas de usar as mãos abertas foram estatisticamente insignificantes.
(Comentário do Mestre Paulo: O uso da faca da mão é citado no Kombato sempre, como exemplo de técnicas tradicionais que não funcionam, inclusive em videos no youtube).

Quais são os mais eficientes métodos para nocautear em um golpe?

100 por cento de sucesso com um direto com avanço total, por um boxer com nível de competição, na mandíbula de um indivíduo do sexo masculino que normalmente é mais alto e conversando.

98 por cento de sucesso com um ataque surpresa vindo de trás greve executado com uma arma de impacto pesada na cabeça de um homem embriagado.

95 por cento de sucesso com uma projeção efetuada por um homem maior contra um menor que está como membro de um grupo de agressores ou contra um indivíduo em um desafio.

90 por cento de sucesso com um soco por um homem de tamanho médio de porte atlético contra um membro despreparado de um grupo de agressores mal organizado .

90 por cento de sucesso com um pontapé executado por um kickboxer com nível de competição contra uma pessoa despreparada.

80 por cento de sucesso com uma cotovelada na cabeça ou o rosto executado por um pugilista, ou kickboxer.

75 por cento de sucesso com um ataque efetuado com um veículo em movimento sobre um pedestre.

Note que 73 por cento é a taxa normal de sucesso para os agressores, com a grande maioria dos incapacitações decorrentes de múltiplos golpes.


Qual é o método mais comum de evitar um nocaute?

Este estudo define-se a partir do ponto em que é a violência é fisicamente iniciada pela imtrodução de uma arma no cenário, ou pelo encurtamento da distância por um agressor, ou por um toque violento ou toque tentando obter o controle.

Sob essa perspectiva, um defensor tem pouca oportunidade para evitar (porque que o tempo para evitar já passou), e a fuga é uma opção viável em menos da metade de situações violentas. (Comentário: Kombato é o único sistema de defesa ou arte marcial que sugere fuga como opção viável).

Em situações em que a violência de natureza incapacitante é iminente (quando enfrentando um grupo, um homem extremamente forte ou uma pessoa armada), Os nocautes são evitados pelos seguintes métodos listados em ordem crescente de eficácia:
mínima agressão (empurrando, batendo, prendendo) (Comentário: Novamente uma máxima do Kombato em ação: “enquanto você está batendo, seu inimigo não bate em você”)
técnicas de defesa (bloqueio, esquivando-se, etc)
escapar e fugir
dissuasão verbal
Submissão brutal (jogando, batendo de parede, lutando chão,)
Mostrando uma arma (Comentário: Hipótese só citada no Kombato ou Kali)
Tenacidade e equilíbrio (capacidade de aguentar os golpes)
Respondendo com um ataque vigoroso

Como específicas de combate se situam (ranking)?

19 por cento dos estilistas de karate que não tinham feito luta com contato até então, nocautearam seus adversários em situações de violência. Isso é idêntico à taxa de todos os nocautes de kickboxing. (19 por cento).

20 por cento dos boxers nocautearam seus antagonistas, em comparação com os 34 por cento da taxa de boxers competidores de nível mundial. Essas lutas foram muitas vezes em áreas urbanas e encontros que os grupos de destaque, armas e situações adversas.

90 por cento dos boxeadores envolvidos em brigas de bêbados nocautearam seus adversários, com 10 por cento de ferimentos nas mãos. Nenhum daqueles Boxers soltou um único Jab nos confrontos. (Comentários: Novamente os ferimentos nas mãos são citados nas aulas de Branca de Kombato).

36 por cento dos artistas marciais que tinha lutado com contato, nocauteu seus antagonistas. Estes encontros refletem uma grande variedade de circunstâncias e correspondem exatamente à taxa mundial de nocaute de boxe. O chute lateral (N.T Pisão de lado no Kombato) foi o golpe mais dominante nas estatístcias de nocaute.

47 por cento de atletas (não lutadores) identificados nocautearam em brigas e situações de legítima defesa. Eles eram arremessadores de grande porte (jogadores de futebol americano) e também atletas ágeis (rugby, softball e jogadores de futebol (N.T. Soccer)) levando a luta para grupos de baixa coesão (N.T. pouco espírito de corpo) dos machos de menor porte.

Como é que as várias armas se situam em relação à nocautes?

As taxas de incapacitação foram os seguintes:
Faca dobrável (folder knife): 19%
Fixa lâmina da faca (Fixed blade): 38%
Lápis: 13%
Ferramenta pontiaguda: 44%
Estoque feito em presídio: 64%
Navalha: 5%
Espada: 33%
Bastão/cassetete: 37% (para agentes da lei), 20% (Lutadores de Artes Filipins), 28% (por pessoas não treinadas), 27% (para grupos)
Bastão de beiseball: 58%
Bastão de sinuca: 70%
Cano / barra: 36%
blackjack: 47%
Pedra / tijolo / troféu: 56%
Ferramenta sem corte: 42%
Máquinas / móveis: 42%
Item do dia-a-dia (garrafa, etc): 20% (usada pelo defensor), 7% (usada pelo agressor)

LINK PARA O TEXTO ORIGINAL