quarta-feira, 30 de novembro de 2011

POLÍCIA E A MÍDIA

A grande mídia costuma só colocar a polícia nas manchetes quando elas faz algo errado.
Isso claro, acontece com todas as profissões, a mídia se alimenta de desgraças.

Se um médico cura pacientes, por exemplo, é algo corriqueiro, por isso não sai nos jornais. Mas se ele mata um paciente, ganha logo uma imensa manchete, que faz o povo se enganar e pensar "puxa, os médicos estão matando muito agora". E depois que acontece uma manchete que dá ibope, os repórteres hiena que vivem a caça deste tipo de notícia encontram mais uma semelhante para ganhar Ibope.

Agora abaixo, vou publicar algumas notícias policias das últimas horas, as quais a grande mídia NUNCA DÁ VALOR. Só das últimas 12 HORAS!

1) Polícia do Rio (BPChoque) prendeu, em Saquarema, seis bandidos do Vidigal, após denuncia anônima. Leia mais AQUI
2) Operação apreende no Méier mais de 4 mil mídias piratas e sete máquinas caça-níqueis. Leia mais AQUI
3) Polícias do Rio, em ação conjunta, apreendem 11 caça-níqueis em São Gonçalo.
4) Polícia do Rio (7º BPM) evita tragédia: dois adolescentes iam invadir escola para matar um estudante de 15 anos. Leia mais AQUI
5) Polícia do Rio (2º BPM) apreende quatro máquinas caça-níqueis numa casa abandonada no Morro Santo Amaro, no Catete. Leia mais AQUI
6) Polícia do Rio (BOPE) detém casal e menor com drogas na Favela da Rocinha.
7) Antigo chefe do tráfico na Rocinha (1994) é preso na Taquara, após denuncia anônima. Leia mais AQUI
8) Polícia do Rio (BOPE) detém suspeito de extorquir mototaxistas na Rocinha. Motoqueiros procuraram o BOPE. Leia mais AQUI
9) A Polícia do Rio (35º BPM) prendeu, em Itaboraí, um acusado de roubo a ônibus. http://ow.ly/1BcVTC
10) Polícia do Rio (BOPE) detém casal e menor com drogas na Favela da Rocinha.

Nas últimas 12 horas, muitos sucessos. Mas quantos destes, a grande mídia vai realmente divulgar? Conheci vários jornalistas na vida. A maioria, ainda bem, bons, outros muito bons, como o Alexandre Maron da editora Globo. Um, no entanto, que fazia muito barulho na época de faculdade (já meio que sumido), dizia: "não gosto de polícia. Se depender de mim, nem existia polícia." E lembrava a música "polícia dos Titãs". Eu, mais novo que ele uns 10 anos, que foi apresentado a ele por uma antiga namorada, estudante de geografia, perguntei: "mas porque?". Ele respondeu: "Uma fez fui preso porque tava com um baseado na mochila. E meus pais tiveram que ir na delegacia, e o pior, o cara não quis me safar, meu pai perguntou se o cara queria dinheiro, o delegado não aceitou, deu uma bronca no meu pai,  e me deu uma "dura", porque eu "era garoto de boa família, etc e etc, um monte de baboseira e me mandou para casa". "Pô cara, deu uma bronca no meu pai e em mim".

Me lembro deste papo até hoje. Minha conclusão: o cara só podia ter ficado louco na faculdade. Inversão de valores.

Viva a polícia. Viva a justiça. Abaixo o crime. Abaixo os criminosos. Abaixo os usuários de drogas.