sábado, 14 de janeiro de 2012

MENSAGEM DO KOMBATENTE VINICIUS CAVALCANTE


Amigos Kombatentes,

Na tarde desta quinta-feira, uma bomba explodiu no Fórum da pequena cidade de Rio Claro (SP). As primeiras notícias dão conta de que uma caixa com destinatário e sem remetente teria sido esquecida sobre uma mesa no primeiro andar do prédio, quando um agente de segurança tentou abrí-la a caixa explodiu. O artefato teria sido dissimulado dentro de um Papai Noel.
Infelizmente, a exemplo de tantos dos nossos profissionais de segurança, o agente de segurança também não foi instruído para proceder a identificação de objetos suspeitos e, acredito que na maior boa intenção, fez exatamente aquilo que não devia. Ele certamente não se perguntou se aquela caixa deveria estar alí, quem a colocou, não desconfiou de uma embalagem de encomenda (com destinatário) sem remetente e que não houvesse passado pelo correio...
O risco de artefatos explosivos é algo sempre presente. Vejam a quantidade de explosivos que são capturados junto à criminalidade normalmente no Rio de Janeiro e pensem o que daria pra fazer com essas centenas de quilos de material perigoso. Sinceramente, nós negligenciamos esse risco; quer pelo fato de Deus ser brasileiro, quer pelo fato de que os nossos bandidos Graças a Deus aparentemente ainda não terem despontado pra isso. Contudo essa sitação pode mudar sem aviso; e considerando que não colocamos a tranca na porta, nem depois desses arrombamentos, a tendência é que tais ocorrências continuem vitimando desavisados cada vez que se repetem.
Há muito tempo eu defendo que temos de instrumentalizar a população (e sobretudo os profissionais de segurança), treinando-os para atuar em face dessas ocorrências. Cheguei mesmo a fazer um DVD duplo sobre a atuação em caso de bombas, o qual é editado e distribuído pelo Jornal da Segurança.
Esse trabalho que remeto para vocês foi baseado num artigo que escrevi há alguns anos e que foi publicado no Brasil, nos Estados Unidos (pela antiga revista SEGURIDAD LATINA) e também na Grã-Bretanha (INTERNATIONAL FIRE AND SECURITY REVIEW). Tais textos me valeram inclusive convites para particiapr do congresso anual de contra-terrorismo, COUNTER TERROR, que acontece na Inglaterra.
Estou certo de que o material pode ser de utilidade para mostrar o perigo desses artefatos explosivos, ensinar a identificá-los e como atuar em caso de se deparar como uma situação onde  uma bomba ou objeto suspeito estejam presentes.
Sempre torcendo para que os nossos criminosos jamais descubram o potencial dos artefatos explosivos,

Um forte abraço,
Vinícius

P.S.: Comentário do editor - quem é de outros estados e ainda não conhece o Vinícius, ele é Kombatente desde 1999, especialista em Segurança, com um currículo extenso, e foi palestrante no nosso primeiro congresso.