terça-feira, 14 de agosto de 2012

SOBRE O ASSALTO AO RESTAURANTE HOJE NA TIJUCA/RIO DE JANEIRO


Recebi este email de um Kombatente, hoje, relatando o fato do assalto do restaurante na Tijuca, em primeira mão. Eu omiti nomes e outros detalhes para preservar a identidade das pessoas envolvidas.

Meu comentário no final.

"Por volta das 10 horas da manhã a guarnição que faz o patrulhamento na área da 18DP, passou na frente do restaurante e viu uma movimentação estranha;  eles conhecem o pessoal do restaurante e as vezes passam lá para jantar, ai deram a volta e resolveram parar para averiguar.

No que um dos policiais parou do lado de fora e um entrou. No que foi recebido por um mulher morena, bonita, muito bem vestida, salto alto, roupa social (tipica gerente de banco e restaurante), no que argumentando com a mesma ela falou que estava tudo normal e ocorria um reunião com o pessoal do restaurante, mais algumas perguntas e a mulher sempre natural respondia a tudo, momento que o policial (muito experiente, pois trabalhava a anos em setor de patrulhamento, com várias ocorrências, trocas de tiros e assaltos), solicitou a mulher a identidade para qualificar e fechar a ocorrência. Momento ao qual se dirigiram ao balcão para a mulher pegar em sua bolsa a identidade, momento que mulher aproveita e saca a pistola e começa a efetuar disparos contra o policial, o que estava dentro do restaurante se abriga e começa a revidar a agressão , no que o policial que estava do lado de fora, age e alveja a mulher com um tiro de fuzil e vindo a falecer, momento que os outro bandidos (aproximadamente 6 contando a mulher), começam a atirar também.

Neste momento os policias tentam se abrigar e vão para fora do restaurante, e alguns bandidos correm para fora, sempre atirando contra os policiais, e mais um bandido é alvejado na cabeça e morre na porta ao lado do restaurante. E os outros correm para o fundo do restaurante para fugir.

Nesses minutos somente dois policiais reagem a agressão de 06 marginais armados, e um tempo depois chega a primeira e segunda guarnição, ai já se pode observar no vídeo que te mandei, e tentam vasculhar o restaurante, sempre pensando que pode-se ter mais bandidos dentro, e no vídeo se vê perfeitamente que dá segunda para terceira viatura chegar em apoio, decorresse alguns minutos, acho que uns 2 minutos, o que nesse tipo de ocorrência é muita coisa. Fato que impossibilita fechar a rua, ou fazer qualquer tipo de cerco, como os animais do youtube falam nos comentarias, e  apartir de então é que se poderia fechar a rua. 

Primeiramente, os primeiros a chegarem tem que ver se a situação se normalizou ou ficou calma, para depois outros fecharem a rua, e com mais fazerem o cerco.

No que quando as viaturas estão a caminho para apoirem a primeira guarnição um dos bandidos armados correu na direção da praça Afonso Pena, e bateu de frente com um guarnição que chegava em apoio, e acabou baleado no pé, este o segundo video do jornal extra http://extra.globo.com/
casos-de-policia/policia-investiga-por-que-assaltante-
que-teria-levado-tiro-no-pe-em-assalto-na-tijuca-chegou-morto-ao-hospital-5775910.html;

Mas um dos pricipais coisas a comentar desse caso, sem contar que o bandido do video a cima, ainda estava vivo e depois veio a falecer no hospital, é o fato de tudo ter começado com uma mulher , que aparentemente, nada teria de marginal, uma vez que era bonita, bem vestida e ela que começou a atirar contra os policiais, ela estava com um pistola Glock 9mm. Lembrando que se não fossem dois policiais experientes, que conheço há anos, e trabalham bem nessa parte operacional , sempre apresentando ocorrências de prisões e troca de tiros, o fim dessa historia poderia ter sido diferente, pois nunca desconfiariam da mulher e não saberiam lidar com essa situção. Como comentamos hj no batalhão se fosse um policial, mais moderno, agora poderíamos estar falando da morte de dois policiais que assaltaram o restaurante.

Vou tentar arrumar a foto da mulher morta que os policiais tiram para vc poder ver, o que estou falando."

Este é sem dúvida mais um belo trabalho da polícia, o qual a mídia adora tentar derrubar. Quando bons policiais trabalham, a mídia fica em silêncio. Se um mau policial faz algo errado, a mídia distribui para todo o mundo. Isso faz com que a imagem da polícia seja denegrida, e isso em nada ajuda a nossa sociedade.

A mídia faz o mesmo com médicos, advogados, dentistas, militares e todos os demais profissionais - a mídia é um  dragão que se alimenta apenas de notícias ruins, e desta forma, todas as profissões e bons seres humanos ficam com imagem arranhada perante o quarto poder.